5 dicas para um desenvolvimento de liderança assertivo!

Potenciais líderes podem ser identificados desde o momento em que acontece a primeira conversa, em um processo seletivo, entre eles e o recrutador. Basta ficar atento às características desses profissionais!

É importante trabalhar no desenvolvimento de liderança dentro da companhia e, para isso, o recrutador pode utilizar softwares que encontram perfis profissionais dentro do que é esperado. Soluções como essa, além de entrevistas, testes comportamentais e outras, são fundamentais para que a contratação seja certeira. Elas maximizam também o surgimento de líderes.

Confira, a seguir, algumas dicas essenciais para encontrar novos líderes entre os membros de sua equipe.

1. Monte um programa de liderança

O primeiro passo que você deve dar é analisar a situação atual de sua empresa, observando a existência de algum líder que está prestes a sair — independentemente do motivo. Outro ponto importante para montar seu programa de desenvolvimento de liderança é pensar de maneira estratégica, verificando que tipos de líderes a organização necessita a curto, médio e longo prazo.

Imagine, também, se todos os atuais líderes desaparecessem de uma hora para outra. De quais características a companhia mais sentiria falta? Como elas contribuem com o sucesso do negócio? Esses exercícios são essenciais para montar um programa de desenvolvimento de líderes, pois consideram a relação entre as necessidades da empresa e as características desses profissionais.

2. Observe as demandas dos setores

Depois de pensar de modo mais amplo, chegou a vez de olhar com uma lupa para a organização. Como ela é formada por diferentes setores, o programa de desenvolvimento de liderança precisa suprir cada tipo de demanda. Conheça as necessidades de todas as áreas para construir um programa personalizado de desenvolvimento de líderes — exatamente para conseguir atender a demandas únicas.

Um programa personalizado tem o potencial de apontar prioridades e identificar, por exemplo, quais são os setores que apresentam problemas críticos. Isso o ajudará a definir quem merece mais atenção inicialmente. Quando você adapta o programa à realidade de cada área, consegue desenvolver a liderança com a formação ideal para enfrentar os respectivos desafios.

Áreas como atendimento ao cliente, por exemplo, precisam de líderes mais comunicativos e com alta capacidade de resolução de problemas; já as técnicas necessitam mais de líderes especialistas.

3. Olhe para os membros da sua equipe

É comum que, em uma tentativa de renovar o clima organizacional, a empresa tente atrair novos líderes. Não há mal nenhum em relação a essa ação, principalmente quando não há potenciais lideranças em ascensão entre sua equipe.

O problema surge quando executivos, gerentes e outros profissionais que ocupam cargos estratégicos vêm, por obrigatoriedade, de fora. Isso sinaliza uma mensagem perigosa para seus colaboradores: a de que não há espaço para crescer.

Qualquer profissional, durante o processo de seleção, pode apresentar características importantes que demonstram potencial de liderança. Cabe ao RH identificá-las e acompanhar seu desenvolvimento. Além disso, quem já faz parte de sua equipe precisa ter a oportunidade de ascender profissionalmente.

Invista na formação e desenvolvimento de competências e habilidades entre seus colaboradores. Selecione os profissionais que têm potencial para crescer. Apresente a possibilidade de montar um plano de carreira e faça dessa uma ação a quatro mãos, garantindo maior comprometimento com essa oportunidade.

4. Preste atenção a certas características

4.1 Proatividade

Quando o colaborador tem iniciativa, ele é um potencial líder. Por meio dessa característica, será possível direcionar os demais membros da equipe para que aceitem novos desafios e estejam mais flexíveis em relação as mudanças.

4.2 Empatia

O líder reconhece os potenciais e as limitações de cada pessoa. Ele é empático, e o colaborador que possui essa característica consegue se relacionar bem com a equipe, além de mantê-la motivados.

4.3 Resiliência

Outra característica que deve ser observada é a resiliência, pois demonstra a capacidade de lidar com situações mais difíceis, como as que envolvem pressão por resultados.

4.4 Autoconfiança

O bom líder não tem medo de distribuir tarefas e jamais assume o papel de centralizador. Ele possui autoconfiança e transmite isso para a equipe, fazendo com que todos participem ativamente dos resultados.

4.5 Pensamento estratégico

Como bom observador, o líder consegue identificar o que cada indivíduo tem de melhor e faz com que essas características sejam usadas para alcançar os objetivos e, ao mesmo tempo, projetar o profissional para uma posição de destaque.

5. Valorize o colaborador responsável pelo resultado

Em seu programa de desenvolvimento de liderança, precisa ser valorizado o colaborador que tem senso individual ou coletivo de responsabilidade por resultados. Isso é o que chamam de accountability.

O profissional que possui essa característica tem seu comportamento pautado por quatro pilares:

  • visualização: identifica os desafios;
  • tomada de posse: responsabiliza-se pelo resultado;
  • resolução: tem a atitude para alcançar o que deseja;
  • ação: executa para obter êxito.

No entanto, há o colaborador que é marcado pela passividade e se coloca em uma posição de espera para ver o que acontecerá. Ele não se responsabiliza por suas ações, alega dificuldades e sempre encontra culpados para tudo. Definitivamente, essa não é uma postura de líder. 

Seu programa de desenvolvimento de líderes deve ficar bastante atento a esse comportamento, pois ele é prejudicial para todos. Lembre-se de que a liderança é feita, na maior parte das vezes, baseada em exemplos.

accountability separa as empresas que são bem-sucedidas das demais, pois mostra o nível de comprometimento de seus líderes. Por isso, é seu dever garantir que o desenvolvimento de lideranças tenha um propósito maior: alcançar resultados ainda melhores.

Os resultados serão obtidos a partir dos benefícios conquistados pelo desenvolvimento de líderes. Entre eles, destacamos a manutenção e o aprimoramento do conhecimento, o fortalecimento da cultura organizacional e a preparação de profissionais que saibam lidar com crises e desafios.

Por meio de ações coordenadas e planejadas, seu programa de desenvolvimento de lideranças será capaz de influenciar positivamente o restante da equipe, fazendo com que ela admire quem ocupa essa posição de destaque.

Também destacamos que o desenvolvimento de liderança contribui com a manutenção do foco no planejamento estratégico, garantindo uma boa sucessão — independentemente do motivo da saída do líder anterior.

Compartilhe este artigo nas redes sociais e marque seus colegas de profissão para que possam debater sobre o assunto e estimular o surgimento de líderes na equipe.