Como implementar uma política de diversidade na empresa?

Priorizar a diversidade na empresa tem sido um ponto de partida para modelos eficazes de gestão. Com efeito, esse conceito vem revolucionando o mercado, à medida que, ao garantir equipes compostas por colaboradores dos mais distintos matizes (ideológicos, históricos, sociais, físicos, de gênero etc.), a organização se abre para o desenvolvimento de novos conhecimentos e importantes diferenciais.

Enquanto parte estratégica de um negócio, a política de diversidade é um aspecto central para viabilizar a inovação. Afinal, a troca de experiências e perspectivas assegura ambientes de trabalho cada vez mais saudáveis e motivadores, além de conferir um valioso sentido de propósito aos esforços empresariais.

Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, uma contextualização sobre o assunto e excelentes dicas para ajudar você a realizar essa implementação. Boa leitura!

Entendendo a diversidade no contexto empresarial

O conceito de diversidade chegou ao Brasil durante os anos de 1990, junto às transformações trazidas pela globalização econômica. A redução de antigas barreiras e a necessidade das grandes organizações de contratar profissionais dotados de conhecimentos diversos estão entre os fatores que estimularam significativamente a disseminação da diversidade enquanto importante valor econômico, ético e moral.

Nesse sentido, a diversidade não se relaciona exclusivamente às pessoas consideradas “incomuns” em determinados contextos. Trata-se, antes do respeito e dos esforços coletivos em prol da valorização e compreensão de diferentes experiências, culturas e histórias de vida.

Ao transcender questões referentes, por exemplo, à cor da pele ou ao gênero dos indivíduos, a diversidade promove a convivência, em um mesmo ambiente, de profissionais com valores, culturas e visões de mundo totalmente distintas.

Implementando uma política consistente de diversidade

A despeito de a área de RH ter um papel fundamental na implementação da diversidade nas empresas de alta performance, ela não é o único setor que deve se responsabilizar ou se envolver com esse tema.

Uma verdadeira cultura de diversidade só poderá ser fomentada caso perpasse todos os processos e setores das empresas e, principalmente, se os líderes estiverem engajados no envolvimento de todos os colaboradores.

Confira, a seguir, como realizar esse objetivo tão importante para a sua empresa também se pautar por valores universais e, assim, obter melhores resultados:

Revise a cultura organizacional

Revisar a cultura organizacional é um pré-requisito indispensável para uma implementação bem-sucedida da diversidade corporativa. É preciso, para fazer progressos nesse campo, criar ambientes abertos e livres de preconceitos, incorporando os princípios de inclusão em todos os departamentos e processos.

Para tanto, você deve rever as linguagens utilizadas e as ações realizadas pelo seu negócio, incorporando aprendizados interculturais aos treinamentos da equipe e trabalhando a conscientização de cada colaborador.

Capacite as lideranças

A construção de times mistos requer lideranças capazes de lidar com particularidades de todos os tipos. Sendo assim, é altamente recomendável investir no desenvolvimento de líderes que se disponham a ouvir ativamente e a coordenar indivíduos com profundas diferenças entre isso.

Ademais, esses gestores devem compreender distintos conceitos, sintetizando todas as sugestões, a fim de tomar decisões acertadas e que efetivamente represente o melhor para a organização.

Capacitar lideranças implica em assegurar que elas reconheçam o fato de serem peças estratégicas, uma vez que ajudam na promoção de ações, ideias e valores da empresa.

As lideranças, em outras palavras, são como espelhos da organização e, como tais, devem ser mediadores dos diálogos com os seus funcionários. O planejamento de ações que promovam a diversidade necessita levar em consideração esse posicionamento estratégico.

Os diferentes talentos devem perceber claramente que é possível ascender e obter destaque profissional. Nos momentos de adaptação, recepção e contratação de novos colaboradores, a diversidade deve, portanto, ser um critério dos líderes.

Gerencie as habilidades individuais

Uma das principais vantagens de implementar uma cultura organizacional que valorize a diversidade é, precisamente, a possibilidade de obter aprendizado a partir de perspectivas distintas.

Sem embargo, o gerenciamento eficiente das habilidades individuais somente será factível por meio da incorporação de atitudes e comportamentos no dia a dia dos colaboradores. Convide-os a refletirem acerca de seus próprios preconceitos, preferências e, sobretudo, a capacidade de aceitar posicionamentos e ouvir opiniões com as quais discordam.

Uma boa ideia é propor questionamentos sobre a vontade de participar e contribuir com projetos que estejam fora de suas zonas de conforto, visando adaptar seus estilos de trabalho em prol de objetivos maiores.

Alinhe a diversidade à estratégia do negócio

A implantação da diversidade na sua empresa é, conforme mencionado, uma questão ética. Porém, trata-se também de uma interessante oportunidade de agregar valor à imagem de sua marca. Por esse motivo, as ações de inclusão e diversidade devem estar associadas, por um lado, aos valores da organização e, por outro, às estratégias do negócio.

A reputação de sua empresa (o que inclui seu reconhecimento como uma “boa empregadora”) afeta significativamente a percepção da sua base de clientes. Dito de outra forma, quando os colaboradores estão satisfeitos, esse sentimento chega, também, aos clientes.

Ao elevar os níveis de satisfação dos clientes, as políticas favoráveis à diversidade devem ser tratadas como um importante ativo que impacta diretamente no crescimento (ou não) do seu negócio.

Contudo, tenha em mente que ações isoladas e pontuais não são o bastante. É preciso colocar em movimento todo um conjunto de atitudes que fortaleçam a diversidade como um valor basilar da cultura organizacional.

Quando a empresa adota uma cultura inclusiva e diversa que se torna parte integrante de sua estratégia, o seu negócio passa a contar com diferentes pontos de vistas, insights e opiniões que enriquecem e embasam o processo de tomada de decisões.

Esses diferenciais impactam positivamente a inovação, a formulação de novas abordagens e o atendimento às necessidades e expectativas do seu público-alvo.

Cumpre ressaltar, por fim, a importância de contratar profissionais de diferentes perfis. Quando os padrões comportamentais e as personalidades são uma consequência da implementação de uma política consistente de diversidade na empresa, os gestores tendem a colher excelentes resultados, sobretudo, no que tange à produtividade do trabalho em equipe.

Gostou do artigo? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter, pois, assim, você permanecerá sempre em contato com o que há de melhor e mais atualizado em todos os assuntos relativos aos processos de recrutamento e seleção!