Entenda a importância da gestão de mudanças para o seu negócio

No atual ritmo acelerado que dita o mundo dos negócios, ser capaz de se adaptar às transformações é uma virtude que qualquer organização de sucesso precisa buscar. Para ser bem-sucedida, é fundamental que ela crie uma cultura em que as pessoas adquiram a capacidade de se adaptar. Por esse motivo, a gestão de mudanças é um conceito importante que você deve entender e implantar na empresa.

Lidar com modificações constantes tornou-se algo requerido para organizações de todos os tamanhos, em todos os setores. Aqueles que não conseguem fazer isso de forma rápida e eficiente tendem a ficar para trás.

Neste artigo, você poderá saber mais a respeito da gestão de mudanças e como ela pode ajudar a minimizar os impactos dessas transformações sobre os colaboradores!

O que é a gestão de mudanças?

A definição de gestão de mudanças diz respeito a uma abordagem estruturada para a transição de indivíduos, equipes e organizações de um estado atual para um estado futuro desejado e pode ser aplicada a situações. Uma delas é o downsizing, uma metodologia empregada em termos globais com o intuito de eliminar processos ineficientes que dificultam a resolução de problemas, criando um contexto mais enxuto e dinâmico, em que muitas vezes há a redução de custos e de quadro de pessoal.

Pode ser utilizada em cenários de crescimento exponencial, muito comuns em startups que começam a se estruturar a partir de seu faturamento e dobram a quantidade de pessoas ano após ano em certo período. Entre outras, a gestão da mudança também pode ser muito útil nos casos em que há grandes revoluções em termos de tecnologias.

É, portanto, um processo organizacional destinado a ajudar os colaboradores a compreender, aceitar e se comprometer com as alterações em seu ambiente de trabalho atual. A mudança ocorre de várias maneiras: pode ser resultado de novas diretrizes estratégicas ou acontecer por troca de liderança ou evolução nas máquinas, equipamentos, ferramentas e sistemas.

A importância do gerenciamento de mudanças

Nos últimos anos, as empresas estão vendo a gestão de mudanças ganhar um papel de muita relevância durante a implantação de alterações em seus processos, o que faz com que os colaboradores precisem trabalhar de modo diferente. Muitas pessoas temem que, à medida que a tecnologia se desenvolva, ela domine seus postos de trabalho. Isso causa resistência à mudança!

Para ajudar esses funcionários a entender melhor o contexto, a organização precisa investir na criação de um ambiente de trabalho mais aberto à inovação. É a aplicação da gestão de mudanças que dá o suporte para que essas transições aconteçam de maneira mais tranquila.

Além disso, se os colaboradores estiverem mais abertos a mudanças, estarão mais envolvidos no processo de fazer isso acontecer. Quando há engajamento, a transição pode acontecer mais rapidamente, economizando recursos. Com o tempo, isso aumentará a confiança que seus funcionários têm na empresa e nas decisões que a alta administração está tomando.

Em última análise, as pessoas temem o desconhecido. Ao definir uma estratégia, na prática ajuda a diminuir os medos. Ter um padrão estabelecido para lidar com as mudanças desde o início e manter a consistência em suas aplicações faz com que o ambiente de trabalho se torne mais adaptável e inovador, preparado para as demandas cada vez mais dinâmicas do mercado.

Como a gestão de mudanças impacta as áreas da empresa?

O gerenciamento de mudanças, por sua relevância, pode ser utilizado em qualquer tipo de empresa, em qualquer contexto em que haja uma transformação no modo como as pessoas executam suas atividades. Pode ser algo bem simples ou extremamente complexo.

Agora, apresentaremos 2 exemplos de como ela afeta duas áreas muito importantes para os negócios.

Recursos Humanos

É papel da área de Recursos Humanos ajudar na redefinição das atribuições de cada funcionário. O gerenciamento de mudanças entra em ação quando há qualquer alteração nesse sentido. Isso pode ocorrer devido a muitas situações, incluindo instabilidade econômica, necessidade de redução de quadro, novas tecnologias, procedimentos ou mesmo novas tendências no comportamento de compra do consumidor.

O RH também deve se ocupar da questão da eliminação de resistências. Algumas mudanças precisam acontecer, caso contrário, a sobrevivência da empresa pode ser colocada em risco. Se, em um caso desses, os colaboradores não estiverem dispostos a cooperar, os problemas podem ser graves. E a melhor maneira da área de Recursos Humanos administrar a mudança e aliviar o estresse é por meio de uma comunicação efetiva.

Exige uma troca de informações consistente, desde o anúncio de uma mudança até o fornecimento de feedbacks durante todo o processo. Os profissionais de RH precisam descrever quais são as alterações promovidas e como elas podem beneficiar a empresa. Em resumo, dizer os motivos de elas ocorrerem.

A área de Recursos Humanos também tem a atribuição de dar as ferramentas de suporte e de gerenciar os programas de treinamento necessários para a implantação das mudanças. É preciso definir a frequência, quem serão os instrutores, quem deve participar e como isso será feito.

Financeiro

Mudanças nos processos e transações de negócios geralmente têm consequências não intencionais nas finanças e, inversamente, transformações na área financeira geralmente causam impacto nos demais setores. O gerenciamento de mudanças precisa incluir essas análises em seu escopo e planejamento antes da implementação.

Ou seja, qualquer mudança proposta ou imposta precisa ser vista sob o viés financeiro. É preciso entender quais são seus impactos na gestão do fluxo de caixa, nas reservas de investimento, na forma como se fazem pagamentos e recebimentos.

Muitas empresas deixam isso de lado, preocupando-se apenas com a área diretamente afetada pelas transformações. A área financeira deve estar a par e ser uma parceira constante em todo o processo de mudança.

Como vimos, a gestão de mudanças está centrada em minimizar os impactos das transformações sobre as pessoas e as formas como elas exercem seus trabalhos, diminuindo também os resultados negativos que elas poderiam acarretar.

É um processo fundamental que precisa ser observado, afinal, algumas alterações são imprescindíveis para o sucesso do negócio e, quando elas não ocorrem da melhor maneira, os problemas gerados podem ser bastante graves.

E então, agora que você já sabe mais sobre o assunto, como avalia essa questão da gestão da mudança na empresa em que você trabalha? Não deixe de compartilhar as suas impressões nos comentários logo abaixo!