7 dicas para reduzir custos em recrutamento e seleção!

Que o papel do RH tem se tornado cada vez mais estratégico para uma empresa já deixou de ser novidade. A questão que se coloca diante dos gestores, atualmente, é como reduzir custos em recrutamento e seleção, e continuar sendo cada vez mais eficiente nesse processo, bem como em outras funções do setor.

Por meio de uma gestão eficaz e de boas contratações, é possível diminuir ou até mesmo eliminar uma série de problemas internos, pois a equipe se torna mais alinhada aos propósitos organizacionais, a produtividade aumenta e tanto a liderança quanto os funcionários ficam mais satisfeitos.

Contudo, para alcançar esses objetivos nem sempre é preciso ter gastos fora do orçamento. Acompanhe o post e comprove!

Como reduzir custos em recrutamento e seleção?

Diminuir os gastos dentro de uma organização se faz imprescindível, não só em tempos de crise. Quando há uma folga no orçamento, a empresa pode investir em melhorias que beneficiem seu corpo funcional e também seus clientes.

E é para ajudar nessa tarefa que separamos algumas dicas. Observe!

1. Divulgue a sua marca no mercado

Ser uma empresa atrativa para os melhores candidatos é um dos objetivos mais importantes da organização que deseja crescer e se manter no topo. Isso acontece porque o reconhecimento e o prestígio atraem por si só os melhores profissionais do mercado.

Como consequência, se faz menos necessário o investimento em ferramentas de atração. O setor de comunicação desenvolve uma função importante nesse processo. No entanto, quando uma empresa é considerada um bom lugar para trabalhar, o marketing boca a boca é capaz de dispensar grandes gastos com divulgação.

Além de ter foco maior no bem-estar dos funcionários, uma boa estratégia para aumentar a visibilidade é estar presente na comunidade em que está inserida, realizando ações solidárias, bem como fazer parte de eventos temáticos, como simpósios e congressos, participar de grupos de discussão etc.

2. Desenvolva um processo seletivo estratégico

Para que um processo seletivo seja estratégico, o primeiro passo é fazer um planejamento completo de todas as etapas. Nesse plano de ação deverão constar os veículos de divulgação da vaga, as datas e os locais em que serão realizadas as análises de currículos, as dinâmicas, as entrevistas etc.

Os nomes dos colaboradores responsáveis por cada ação também devem ser definidos antecipadamente, e cada um deles precisa saber exatamente quais critérios serão avaliados para chegar à decisão final.

Manter esses profissionais treinados e capacitados é importante para que a execução do recrutamento seja cada vez mais precisa. Um sistema organizado traz vantagens para o pessoal do RH e para os candidatos, que ficarão a par do processo como um todo e terão as respostas de forma mais rápida.

3. Valorize indicações

São grandes as chances de os colaboradores de uma empresa terem entre seus amigos e familiares contatos que se encaixem no perfil de um cargo disponibilizado. Por isso, informar internamente a existência dessa vaga pode ser uma forma de reduzir os custos com o recrutamento.

Esse método não impede que sejam realizadas as etapas do processo, mas pode atrair pessoas que conheçam previamente o funcionamento da corporação e a sua cultura organizacional. Nesses casos, é possível encaixar as indicações nas entrevistas e fazer uma análise minuciosa do currículo.

4. Defina o perfil de candidato procurado

Cada cargo tem suas exigências específicas, e os candidatos devem ter características condizentes com as funções que serão exercidas. Portanto, ninguém melhor para definir qual perfil é o mais adequado do que o responsável pelo setor.

Então, antes de realizar a definição do tipo de profissional que será procurado para preencher a vaga em aberto, o pessoal do RH precisa se reunir com a gerência requisitante e alinhar os atributos mais importantes que os pretendentes ao cargo devem ter.

5. Faça uma boa divulgação da vaga

Fazer uma boa divulgação da vaga não implica somente escolher os canais mais acessados ou colocar o anúncio no maior número de sites possível. De fato, isso ajuda a atingir o público desejado, mas também atrai currículos que não estão alinhados com a vaga.

O ideal é realizar uma descrição completa do cargo, contendo, por exemplo, informações relevantes sobre a empresa contratante, as aptidões técnicas e comportamentais desejadas, as atividades e responsabilidades que serão exigidas do novo contratado etc.

Quanto mais informações forem disponibilizadas na divulgação da vaga, mais se atrairá profissionais que estejam qualificados para o cargo.

6. Realize testes psicológicos

Contratações mal realizadas geram despesas. Gasta-se com o recrutamento, com o treinamento e, depois, com a rescisão de contrato do funcionário insatisfeito, com a multa, com novas contratações, e assim por diante.

No entanto, tudo isso pode ser evitado caso o processo seletivo inclua, além dos testes práticos, avaliações psicológicas. Há uma variedade desses testes, e eles podem dizer tanto do comportamento de uma pessoa quanto de sua personalidade.

Incluir esse tipo de avaliação no processo seletivo permite identificar o profissional que tem características e valores mais ajustados aos da empresa. Um perfil compatível com a cultura organizacional pode evitar uma série de problemas, como conflitos entre a equipe e baixa produtividade por falta de engajamento.

7. Utilize um software para automatizar processos

Essa pode ser a dica mais relevante de todas. Afinal, a tecnologia tem trazido incontáveis benefícios para a sociedade atual. Nesse sentido, um software de recrutamento auxilia os profissionais do RH, poupando-lhes tempo e otimizando o trabalho.

Esse tipo de programa reduz a burocracia e atende à demanda em um prazo saudável para a empresa porque, por meio de suas funcionalidades, há maior agilidade e precisão no direcionamento dos currículos cadastrados.

Quando se possui uma boa ferramenta tecnológica na seleção de pessoal, diminuem-se os gastos com documentos físicos, assim como reduzem-se erros e retrabalho. Os testes e as entrevistas também podem ser realizados on-line. Contudo, o software não dispensa os serviços dos profissionais do RH. Ele é um parceiro do setor que facilita o processo.

As gerações atuais já nasceram conectadas e, dessa forma, têm mais facilidade para lidar com as tecnologias disponíveis. Assim sendo, automatizar os processos atrai profissionais mais qualificados e ainda é capaz de reduzir custos em recrutamento e seleção. O investimento inicial com a contratação do sistema se justifica com as vantagens que ele oferece no médio e no longo prazo.

Você quer gerar valor para o seu negócio e reduzir os custos com o processo seletivo? Então, entre em contato conosco! O nosso maior desafio é ajudar nessa missão.