Como elaborar um planejamento de RH eficiente?

É nítida a transformação pela qual a área de Recursos Humanos (RH) passou nas últimas décadas. De departamento burocrático e secundário, integrou-se às estratégias das empresas. No entanto, para que possa exercer esse papel estratégico, precisa de um eficiente planejamento de RH.

O planejamento de RH é um programa cuja intenção é empreender ações provenientes desta área e que estejam alinhadas com os objetivos da corporação.

Para cumprir esse objetivo, o programa é composto por análise do clima organizacional e do desempenho da equipe, gestão do recrutamento e seleção, avaliação do treinamento e desenvolvimento, controle de remuneração e outros.

Continue a leitura deste artigo e saiba como elaborar um planejamento de RH eficiente para sua empresa.

Conheça os objetivos organizacionais

Se a finalidade do planejamento de RH é criar e colocar em prática ações alinhadas com os objetivos da empresa, você precisa conhecer muito bem cada um deles. Desse modo, é possível promover a correta gestão de pessoas.

Organizações devem montar equipes eficazes e direcionar os esforços individuais para um que seja comum. Por mais que cada membro contribua com algo diferente, os objetivos da empresa necessitam de atenção coletiva. Esse conhecimento possibilita puxar a corda na direção certa e fazer com que as contribuições do RH se encaixem com as demais e formem um todo integrado, sem lacunas, fricção e retrabalho.

Comece pelo plano estratégico da companhia. Suas linhas e entrelinhas permitem formular as ações necessárias para contribuir com os objetivos organizacionais e mobilizar, com precisão, os recursos humanos.

Converse com os demais gestores

Tenha em mente que as ações da área de Recursos Humanos jamais devem ser isoladas. Caso contrário, você pode desperdiçar recursos e gerar atritos desnecessários. Por isso, converse com outros líderes.

Uma reunião entre RH e demais gestores é importantíssima, pois possibilita a troca de informações valiosas para o planejamento. Planos e alternativas podem ser discutidos de acordo com a realidade de cada área.

Outro ponto é que a execução das propostas do planejamento de RH faz parte da gestão de pessoas — algo que é (ou deveria) ser praticado diariamente pelos demais líderes. Logo, todos precisam estar alinhados.

Esse diálogo entre RH e outras lideranças permite a construção de atividades producentes, eliminando as práticas que estão desalinhadas com os objetivos da organização. Trata-se de uma iniciativa indispensável.

Faça uma análise da área de RH

As ações de RH também devem ser voltadas para um possível reposicionamento, afinal, algumas mudanças exigem outras. É o caso da identificação de problemas como a alta taxa de rotatividade ou turnover.

Esses e outros problemas obrigam a área de Recursos Humanos a olhar para si e verificar de que modo é possível contribuir com o crescimento da organização. Pode ser o caso de investir em novas tecnologias, como ferramentas de recrutamento e seleção, ou capacitação de pessoal.

A equipe de Recursos Humanos também deve estar preparada para auxiliar nas mudanças que está sugerindo. Quando são reposicionados em cargos diferentes, muitos colaboradores precisam de apoio do RH.

A questão é saber se a sua equipe e todos os recursos que dispõe estão preparados para as mudanças que a área sugere. Não se trata apenas de um discurso, mas de saber colocá-lo em prática.

Seja transparente com os colaboradores

Mudança é uma palavra que, no contexto organizacional, provoca, basicamente, sentimentos como medo, desconfiança, incerteza, alegria, euforia e outros. Os bons sentimentos devem ser mantidos, mas o que fazer com os maus?

Uma guinada muito brusca nos rumos da companhia e ações repentinas vindas do RH podem causar esses maus sentimentos — contribuindo efetivamente com a degradação do clima organizacional.

O fator surpresa nem sempre é positivo, sobretudo quando os colaboradores vivem constantemente sob o medo de serem demitidos. Por isso, é fundamental que o RH seja transparente com todos, afinal, são os colaboradores que fazem sua empresa acontecer. É o trabalho deles que possibilita alcançar resultados. Sendo assim, converse mais com as equipes e conheça bem os processos, as falhas e o que pode ser melhorado.

Desenvolva um plano de ação

Um plano de ação coloca em prática as soluções necessárias para resolver cada ponto de melhora identificado até aqui. Para cumpri-las, todos da organização devem estar completamente engajados.

As etapas anteriores possibilitam a criação de um ambiente favorável para o desenvolvimento e cumprimento do planejamento de RH — sem aquele clima de medo e incerteza que costuma ser criado quando se ouve a palavra mudança.

A partir das informações reunidas durante as conversas com os líderes e colaboradores, além da análise dos objetivos organizacionais, você e sua equipe têm os dados necessários para estabelecer o que e como será feito.

Para que seu plano de ação seja efetivo, estabeleça prazos para que cada ação seja colocada em prática. Um cronograma on-line ou software de organização de tarefas pode ajudá-lo nesse sentido.

Ao colocar o plano de ação em um cronograma bem definido, ele se transformará em uma potente ferramenta para que todos se sintam mais comprometidos. Além disso, especifica o que deve ser feito, como e quando.

As metas do seu plano de ação precisam ser realistas, para evitar a frustração de todos — inclusive a sua. Organize-as em metas de curto, médio e longo prazo, além de colocar um tempo extra para realizar os ajustes que surgirem no caminho. Como qualquer ação, esse planejamento de RH exige um acompanhamento próprio para que seja possível verificar o que está dando certo e o que precisa de ajustes. Também garante a implementação de cada estratégia estabelecida.

Um bom planejamento de RH é feito com base na realidade atual da empresa. Por mais que o negócio tenha metas arrojadas, o ponto de partida é agora — lidando com desafios e vencendo dificuldades.

Como vimos, o planejamento de RH permite obter diversos benefícios, como atividades mapeadas e categorizadas, implementação de novas ferramentas, ter plano de ação bem definido, deixar o RH alinhado com os objetivos das empresas, identificar pontos de melhoria na empresa e outros.

Se você percebeu como um planejamento de RH eficiente traz melhorias e benefícios para sua empresa, assine nossa newsletter e receba por e-mail outros conteúdos como este.