Como estruturar um bom recrutamento interno em uma empresa?

O recrutamento interno disponibiliza soluções pertinentes a um contexto no qual os processos de recrutamento e seleção carregam enormes responsabilidades. Dessa forma, entender as melhores maneiras de prepará-lo, assim como os momentos ideais e as fontes mais recomendadas de busca é essencial.

Selecionar as etapas de recrutamento mais adequadas é um grande desafio para qualquer empresa, afinal, há diferentes formas de seleção que, segundo cada realidade, podem ser mais ou menos eficazes.

O recrutamento interno é uma dessas alternativas, podendo apresentar resultados significativos para a sua organização. Pensando nisso, abordamos, ao longo deste artigo, as principais informações sobre esse processo. Acompanhe!

O que é recrutamento interno?

Trata-se de um método de seleção em que os candidatos são os colaboradores da empresa. Ele ocorre quando as vagas são preenchidas por um funcionário atual da organização, que vinha exercendo suas funções em outro setor ou área.

Quando surgem vagas, é bastante comum que as empresas voltem suas atenções às opções existentes no mercado de trabalho antes mesmo de levarem em consideração seus próprios trabalhadores.

Há diversas vantagens e desvantagens tanto em contratar alguém vindo de fora quanto algum profissional que já integra a sua equipe de colaboradores. Todavia, as oscilações inerentes ao mercado de trabalho, os constantes desafios e a alta concorrência levam as empresas a buscarem ações que motivem seus funcionários.

Uma das soluções encontradas é justamente o recrutamento interno. Ao mostrar que privilegia a sua própria equipe, você adota um comportamento considerado (pelos seus próprios funcionários) bastante adequado, oferecendo diversos benefícios à continuidade e ao crescimento dos seus negócios.

Quais são as principais vantagens do recrutamento interno?

Recrutamentos internos apresentam certas vantagens de alta relevância para a empresa. Conheça, a seguir, algumas delas.

Mais economia

Sua empresa gasta menos recursos e tempo na aplicação do recrutamento interno aos seus processos seletivos. É possível simplificar e eliminar etapas, cortando gastos a partir da divulgação das vagas, da realização de entrevistas e de processos de onboarding.

Integração

Quando você seleciona um profissional que já atua na sua empresa, não há problemas de integração com os demais membros da equipe. Afinal de contas, o profissional em questão já é parte dela.

Além disso, a sua empresa não será surpreendida em relação às competências e atitudes do colaborador, não havendo nenhum problema relacionado à sua adequação e/ou adesão à cultura organizacional.

Motivação da equipe

Conceder a oportunidade para os funcionários mudarem de cargo, evoluindo em suas carreiras, é uma excelente forma de estímulo no ambiente laboral e motivação para a melhoria de produtividade no trabalho.

Com o recrutamento interno, todos os seus colaboradores serão encorajados a aprimorar suas performances, a fim de conquistar melhores oportunidades. Dessa forma, é possível fomentar o desenvolvimento de um saudável espírito de competição.

Maiores índices de acerto

Como resultado de uma seleção baseada em conhecimentos prévios bem fundamentados, há uma clara tendência de elevação no número de acertos. Lembre-se de que os colaboradores internos estão acostumados aos seus níveis de exigência e aos desafios cotidianos da empresa.

Portanto, sua adaptação engloba as especificidades da nova função, incrementando significativamente as chances de sucesso desse processo. Logo, sua adaptação abrange apenas as atividades específicas do novo cargo, aumentando as chances de êxito nesse processo.

Quais são os critérios de um bom recrutamento interno?

Agora que sabemos do que se trata o recrutamento interno e quais são as vantagens de realizá-lo, acompanhe os principais critérios para que o setor de RH da sua organização possa planejá-lo e executá-lo com o máximo de eficácia.

Perfil do candidato

É crucial que a sua empresa atualize todas as informações dos funcionários. Isso permite saber com precisão quais foram capazes de evoluir profissionalmente, realizando cursos de especialização ou adquirindo competências que possam ser aproveitadas em uma nova vaga.

Logo, você conseguirá identificar os profissionais que realmente podem se mostrar adequados aos perfis buscados para a posição aberta, de modo a assegurar a escolha do candidato certo.

Um dos grandes benefícios do recrutamento interno é justamente a coleta de dados sobre os colaboradores. É possível ouvir ativamente seus colegas de trabalho, desde que você tome as medidas necessárias para garantir que as informações colhidas são confiáveis.

Utilização de testes e entrevistas

Por mais que você conheça de perto a atuação de cada funcionário, é imprescindível realizar processos seletivos com todos os que apresentam um perfil adequado para a vaga em questão. Aproveite esse momento para tirar todas as dúvidas acerca do colaborador, para se certificar de que ele se adequará ao cargo.

Frequentemente, a pessoa não está disposta a assumir cargos que exijam mais responsabilidade ou mesmo não dispõe das habilidades e competências necessárias para exercer a nova função. Assim, é preciso deixar bem claro quais são as implicações do cargo, de forma que o processo de recrutamento seja bem-sucedido.

A realização de testes, por sua vez, se justifica pela necessidade de verificar quem efetivamente tem as características essenciais para preencher a vaga. Lembre-se de que é nessa fase, também, que as avaliações de comportamento devem ser feitas.

Emprego de recursos tecnológicos

As tarefas de recrutamento e seleção podem ser facilitadas com o auxílio de recursos tecnológicos e softwares de gestão. Uma boa plataforma pode melhorar a eficiência da seleção, a partir de múltiplas funções capazes de integrar as diferentes fases do processo.

Isso significa que você pode otimizar a triagem e registrar os pareceres de cada entrevista, simplificando a realização de análises posteriores e a tomada de decisões. Além disso, você vai gerenciar as seleções que estiverem sendo realizadas por meio de um dashboard, facilitando o monitoramento das fases de cada processo.

O contato com os colaboradores para as entrevistas devolutivas e a gestão dos documentos necessários para a contratação também podem ser agilizados com uma ferramenta inteligente, qualificando todos os processos seletivos.

Dito de outra forma, seu recrutamento interno se tornará ainda melhor com o suporte disponibilizado por um bom software de gestão. Essa ferramenta faz com que os procedimentos sejam mais eficientes, contribuindo para que as seleções ocorram da forma mais precisa possível.

Vale ressaltar, por fim, que nos ambientes competitivos cada vez mais acirrados, o processo de recrutamento interno apresenta uma dupla vantagem estratégica: atrair e reter talentos na sua empresa e evitar que eles migrem para a concorrência.

Gostou do nosso artigo? Então não perca a oportunidade de se aprimorar ainda mais e acesse os melhores conteúdos sobre recrutamento e seleção na nossa página no Facebook!