Como reduzir a rotatividade de funcionários em sua empresa?

É grande a preocupação da maioria das empresas em atrair e manter os verdadeiros talentos em seu quadro de trabalhadores. Afinal, a rotatividade de funcionários gera despesas, causa perda de tempo e de investimentos, além de abalar o clima organizacional.

Contudo, algumas ações estratégicas se fazem necessárias para reduzir o turnover. Tais intervenções são de responsabilidade do RH, mas também dos líderes de equipe, uma vez que eles lidam diretamente com os colaboradores em seu dia a dia.

Então, se você deseja diminuir a taxa de rotatividade em sua empresa e conquistar melhores resultados, acompanhe o post a seguir e veja nossas dicas!

O que fazer para diminuir a rotatividade de funcionários?

O turnover é um índice utilizado para calcular a quantidade de colaboradores que deixam uma organização em um determinado período, gerando, desse modo, a necessidade de substituição.

Dentre os indicadores-chave de desempenho, esse é considerado um dos mais importantes, pois diz respeito a toda companhia. Geralmente, essa taxa é mensurada anualmente e, assim, é possível obter uma visão mais holística e acertada dos dados.   

São vários os motivos que levam os funcionários a saírem de uma empresa. O desligamento pode ser voluntário — quando o profissional é quem o solicita. Nesses casos, é bom que seja feita uma entrevista demissional, a fim de entender os motivos do colaborador.

A saída ainda pode ser involuntária — quando a empresa toma a decisão de demitir o funcionário, seja por baixo desempenho, relacionamento interpessoal inadequado ou outro fator. Os custos desse tipo de desligamento podem ser bem mais elevados.

Entretanto, independentemente das razões que levam à demissão, o importante é que o índice de rotatividade não seja alto. Assim sendo, para lhe ajudar a manter esse índice dentro do que é considerado normal pelos especialistas da área, listamos abaixo algumas atitudes que devem ser tomadas. Observe:  

Aprimore o processo seletivo

O processo seletivo é o primeiro passo para garantir uma baixa rotatividade. A contratação deve priorizar não apenas os conhecimentos técnicos dos candidatos, mas também o seu perfil comportamental e sua personalidade, pois esses elementos devem estar alinhados à cultura organizacional.

Uma boa maneira de atrair os pretendentes mais adequados à vaga, é fazer uma boa divulgação, como uma descrição completa da função e dos quesitos exigidos pela organização e pela liderança do setor. Uma seleção bem-feita demanda tempo, porém, seus resultados são muito mais eficazes.

Desenvolva e incentive um bom plano de carreira

A motivação de funcionários depende de uma série de fatores que podem ser internos ou externos. Quanto aos elementos que só dizem respeito à subjetividade de cada pessoa, não há muito o que ser feito.

No entanto, há muito que pode ser realizado pela organização. Um bom plano de carreira é um desses instrumentos que devem ser utilizados a favor da retenção de talentos. As pessoas gostam de ser desafiadas e saber onde podem chegar.    

Ofereça treinamentos

Os treinamentos são uma via de mão dupla: beneficia tanto os profissionais quanto a empresa. A maior parte das pessoas gosta de se sentir preparada, pois isso lhes dá mais segurança na execução de suas tarefas.

Além dessa vantagem, oferecer oportunidades de aprendizado e aprimoramento, mostra para os colaboradores que a organização se preocupa com a formação deles e investe para que se tornem profissionais cada vez melhores.

Tenha uma cultura de feedback

Ter uma cultura de feedback é fundamental para a empresa que deseja evitar a saída de bons trabalhadores. Afinal, quando o funcionário tem um canal de comunicação aberto, é possível apresentar ideias, tirar dúvidas, relatar o que incomoda e ouvir, de forma mais receptiva, o que é preciso fazer para melhorar.

Ao diminuir a rotatividade de funcionários, a empresa ganha com a redução dos custos do desligamento e também das novas contratações. A equipe tende a se tornar mais produtiva, pois aumentam-se as possibilidades de criação e do fortalecimento do vínculo entre os trabalhadores. Além disso, ao permanecer mais tempo na organização, o colaborador poderá se desenvolver mais e colocar em prática os aprendizados obtidos ao longo da carreira.

Agora que você já sabe como reduzir a rotatividade de funcionários, leia nosso post e descubra alguns motivos para usar um sistema de recrutamento e seleção que também poderá ajudá-lo a conter turnover.