Saiba o que pode ser feito para acelerar a rampagem das novas contratações

É fora de dúvida que o Departamento Pessoal e o RH são setores altamente estratégicos para qualquer empresa. Também por isso, eles enfrentam muitos desafios. Um eventual contratempo sobre o RH, por exemplo, é que muitos gestores ainda não enxergam o setor com algo estratégico, mas apenas como uma área de apoio na empresa — uma visão que precisa mudar o quanto antes.

Além disso, durante os processos de recrutamento e seleção, ainda ocorrem muitos erros que impactam negativamente os custos e os processos posteriores da empresa. A verdade é que não faltam candidatos para ocupar vagas, mas os responsáveis pelo recrutamento precisam estar atentos para diferenciá-los, priorizando os que mais se compatibilizam com a cultura organizacional da empresa e as suas necessidades.

Pensando nisso, veremos neste artigo algumas formas de otimizar as novas contratações aplicando técnicas eficientes que reduzem a possibilidade de erros e perdas financeiras. Continue lendo para conferir!

O que é rampagem?

Esse termo define o período de ajuste dos novos funcionários ao ambiente de trabalho da empresa. É o tempo que eles levam para compreender e usar as técnicas e ferramentas da organização, a fim de alcançar o seu melhor potencial.

A rampagem costuma se prolongar entre 4 a 6 meses — levando em conta que os resultados vão melhorando gradualmente. Quanto mais curto ela for, melhor é para a empresa.

Como acelerar esse período para as novas contratações?

De fato, o tempo de adaptação é inevitável. Todos os funcionários novos precisam dele. Então, como acelerá-lo? É o que veremos a seguir!

Compreenda o propósito de cada etapa

Todas as etapas de um processo seletivo precisam de um propósito, caso contrário, não há por que elas continuarem existindo. Esse propósito pode ser, por exemplo, fazer com que um candidato se aproxime mais daquilo que o espera, considerando que ele foi selecionado.

Nesse sentido, uma sugestão é elaborar atividades associadas a cada cargo, para analisar um funcionário em potencial. Essas etapas podem ser de case, testes, desafios etc. De todo modo, elas contribuem para escolher um bom perfil e, ao mesmo tempo, alinham expectativas sobre o que será exigido na rotina da empresa.

Trace metas claras

Outro ponto a considerar quanto às novas contratações é a definição de metas claras. Além de elas serem realizáveis, é fundamental que os profissionais fiquem sob o controle da empresa e compreendam a importância desse trabalho para o sucesso do negócio, como um todo.

Uma possibilidade é utilizar ferramentas on-line para conversar diretamente com o profissional em qualquer local que ele esteja. Transmissões ao vivo e webinars são bons exemplos de como esse contato pode ser aprimorado.

Dê bons feedbacks

Durante todas as etapas, os feedbacks são muito valiosos para manter o alinhamento e a transparência com os profissionais contratados. Eles contribuem para que essas pessoas possam trabalhar melhor, otimizando sua produtividade em processos futuros.

Por outro lado, um bom banco de talentos também é uma fonte rica para nutrir talentos. Nesse caso, podem ser enviados conteúdos sobre vagas que estão abertas, novidades sobre os negócios ou mesmo alguns materiais que falem sobre as habilidades almejadas pela empresa para a sua base de profissionais.

Atente na reação do candidato

Em relação às novas contratações, é importante observar o comportamento dos candidatos. Toda comunicação realizada entre a empresa e o profissional ajuda o candidato a formar uma imagem da marca em sua consciência. E isso contribui para que novos talentos sejam, ou não, atraídos por ela.

Quanto a isso, é preciso ter cuidado para usar um tom de voz adequado em todos os meios de comunicação. E esse tom deve ser o mesmo aplicado no dia a dia da organização.

Verifique referências

As referências ainda estão entre as melhores formas de avaliar o potencial e o perfil dos candidatos. Um programa de referências para colaboradores ajuda a reduzir custos e tempo — já que não será preciso passar muitas horas analisando currículos ou aplicando dinheiro em postagens que, aparentemente, não atraem candidatos.

O ideal nesse sentido é efetivar um planejamento prévio, contemplando esses e outros pontos que a gestão julgar necessário para otimizar as novas contratações, bem como evitar erros que transformam a rampagem num processo mais lento e oneroso para a empresa.

Então, gostou da leitura? Além de reduzir a rampagem, outra forma de melhorar suas contratações é aplicar testes que avaliam o emocional e o mental do profissional. Então, aproveite agora para conferir estes 4 testes psicológicos para recrutamento e seleção!