Entenda como o uso de relatórios avançados melhora os resultados nos processos seletivos

Os processos de recrutamento e seleção de colaboradores tem passado por transformações nos últimos anos. Com o avanço das ferramentas tecnológicas, fica cada vez mais claro o trabalho estratégico que o RH deve desempenhar a fim de gerir o ativo mais importante das empresas: o seu quadro de colaboradores. 

Neste artigo, você conhecerá como os relatórios avançados nos processos seletivos podem ser úteis na contratação de profissionais mais alinhados às demandas das empresas. Boa leitura!

O impacto do uso de relatórios em processos seletivos 

O uso de indicadores e dados ajuda a tornar a tomada de decisão mais eficiente, trazendo maior confiabilidade nos processos. Quando se trata de processos seletivos, a aplicação de relatórios tem grande importância. Isso porque esses documentos ajudam os gestores a entenderem os resultados das diversas ações, trazendo não só dados numéricos, mas também informações que ajudam a compreender os aspectos ligados à gestão de pessoas.

Os processos seletivos podem (e devem) ser acompanhados por meio de relatórios, apresentando dados que facilitarão a obtenção do sucesso nas seleções de profissionais e definindo futuros recrutamentos. A ideia é que eles sejam mais eficazes e elaborados, o que resultará em contratações acertadas e economia para a organização.

Os relatórios avançados nos processos seletivos 

Dois modelos de relatórios avançados se destacam quando se trata de processos de recrutamento e seleção. São o que chamamos de relatório sintético e relatório analítico. Cada um deles tem um papel crucial no trabalho de gestão de pessoas e contratação de talentos. 

O relatório sintético, por exemplo, serve para controle, enquanto os analíticos ajudam a mensurar resultados, bem como analisar indicadores. O primeiro, como o próprio nome diz, serve para informar de maneira sucinta sobre os candidatos e como eles se encaixam nas demandas da empresa que está contratando. Eles precisam ser abrangentes sobre a seleção, sem que haja a omissão de detalhes, o que poderia ser prejudicial à decisão final. 

Powered by Rock Convert

Já o segundo fará uma análise mais detalhada sobre os processos seletivos, os requisitos para a contratação, o alinhamento das etapas da candidatura à contratação e as métricas, como aquelas ligadas a rotatividade, treinamento, capacidade e eficiência, que serão usadas para basear a seleção.

No caso do processo de triagem, o uso de um relatório sintético, que traga dados sobre o número de candidatos selecionados e que passarão para as próximas fases, é uma das suas aplicações. Da mesma forma, o relatório analítico será crucial em etapas como entrevistas e dinâmicas, pois ajudará na identificação de gargalos entre os candidatos e a saber quais profissionais de fato estão mais preparados para ocupar o cargo. 

Os benefícios do uso da tecnologia 

A tecnologia é uma grande aliada nesse processo de obtenção de relatórios avançados. Além de reunir todos os dados necessários em um único local, o RH poderá se concentrar no resultado dessas informações, atuando, assim, de maneira estratégica no recrutamento.

Um software que integre a triagem permite fazer buscas por meio de filtros avançados, personalizar etapas, avaliar os candidatos de maneira online e depois fornece dados sobre todas essas ações. É, portanto, o mais adequado para a obtenção dos relatórios avançados. 

Os relatórios avançados ajudam a tornar o trabalho da gestão de pessoas mais estratégico. Ter informações completas é o primeiro passo para a tomada de decisão.

Quer continuar lendo conteúdos como este? Então, assine a nossa newsletter e receba materiais diretamente no seu e-mail!