Employer Branding – Atrair e reter o talento certo para a sua empresa

A ferramenta estratégica de recrutamento e seleção que tem sido fundamental para se manter competitivo no mercado.

As áreas de comunicação, marketing e comercial já estão bastante familiarizadas com o conceito de Branding: fortalecer e gerenciar uma marca, criando um posicionamento de destaque para atrair e reter clientes. Em uma lógica simplificada, Employer Branding é a transferência desse conceito para atrair e reter talentos que sejam altamente capacitados e engajados com o propósito da organização.

A empresa que os talentos querem trabalhar

Employer Branding significa “marca do empregador”. De modo geral, o objetivo de um projeto de employer branding é transformar a empresa em um lugar atrativo para trabalhar, tornando-a conhecida por ser uma ótima empregadora para os atuais e futuros colaboradores, um ambiente onde o desenvolvimento profissional aliado à satisfação pessoal ganha status diferenciado.

Porém, os departamentos de recursos humanos não devem simplificar esse processo, sob o risco de ver apenas os efeitos em um curto prazo, prejudicando a perenidade do desenvolvimento tanto dos profissionais quanto das empresas. Ou seja, não basta apenas criar estratégias para atrair grandes talentos, mas encontrar ações definitivas e de longo prazo para trazer o tipo certo de talento, que esteja alinhado à essência da organização.

Anualmente a Top Employers Institute, certificadora global de excelência nas condições criadas entre o empregador e os colaboradores, faz uma análise dos melhores projetos de diversas empresas envolvendo nove aspectos, sendo eles:

  1. Estratégia do Talento,
  2. Planejamento da mão-de-obra;
  3. Integração;
  4. Aprendizagem e desenvolvimento.
  5. Gestão de desempenho;
  6. Desenvolvimento da liderança;
  7. Gestão da carreira e sucessão;
  8. Remuneração e benefícios e,
  9. Cultura.

Portanto, é importante reforçar que Employer Branding não é apenas uma ação de marketing, mas um projeto que vai além, que ao ser questionado possa trazer evidências reais sobre a experiência dos colaboradores dentro da empresa. O desenvolvimento de cada um desses tópicos merece atenção especial e será abordado de forma detalhada em um próximo texto.

Se sua empresa deseja reter e atrair os melhores talentos, é imprescindível:

  1. Planejamento

Como todo projeto que visa resultados perenes e constantes, o desenvolvimento do employer branding precisa de um bom planejamento, do recrutamento ao desenvolvimento de carreira. Ainda que a responsabilidade central seja do departamento de gestão de pessoas, é fundamental a integração com todos os setores da empresa, em uma via de mão dupla: obter as informações sobre os pontos mais agradáveis e os pontos a serem melhorados e repassar as direções a serem tomadas para aplicar com efetividade o projeto.

  1. Identifique o seu diferencial

Volte ao planejamento estratégico inicial da empresa, onde foram definidos a visão, missão e valores. Avalie se toda a organização está engajada, ou se algo se perdeu durante o tempo de organização. Verifique se empresa oferece algum diferencial no ambiente interno, e se esses diferenciais estão sendo explorados de forma correta como fatores competitivos e atraentes no mercado.

Lembre-se que não basta apenas criar estratégias “legais” que façam os talentos correrem até você, mas definir um conceito ligado à essência da organização para que o talento certo te procure e permaneça, colaborando de forma concreta para o desenvolvimento e crescimento da empresa.

  1. Seja visto para ser lembrado

O conhecido ditado popular reforça que: “…quem não é visto não é lembrado”. Por isso, é imprescindível que sua empresa tenha visibilidade, e quando vista possa proporcionar a seus candidatos meios que tornem a identificação de valores e perspectivas de carreira algo simples, fácil e objetivo. O que a empresa busca e o que ela oferece em termos de desenvolvimento e relacionamento profissional deve ser o destaque da comunicação nas diversas plataformas – das mais tradicionais, como a comunicação institucional dentro do site, às possíveis ações diferenciadas, por meio de campanhas específicas, posts virais, aplicativos, content marketing e outras formas de comunicação digital.

Do institucional ao social, a internet facilita a aproximação com possíveis candidatos e proporciona uma série de canais efetivos e com baixo custo de manutenção. É fundamental um espaço exclusivo no site da empresa, com a apresentação do conceito de relacionamento que a organização busca com seus colaboradores, sua identidade, benefícios e depoimentos.

As redes sociais, por sua vez, trazem mais possibilidades: marcam a presença da empresa no ambiente online, divulgam conteúdos, ações e até mesmo vagas, promovem a interação da empresa com funcionários e talentos através de conteúdos com linguagem mais próxima a dos candidatos. Falar sobre Carreiras nesses canais é imprescindível para manter a proximidade com atuais e futuros colaboradores. Algumas empresas vão além e criam páginas específicas para falar exclusivamente do ambiente profissional e desenvolvimento de carreira dentro da instituição.

Employer Branding vai além de estratégias pontuais, demanda tempo e planejamento. No entanto, seus resultados justificam o esforço em aplicar o conceito, tornando-o parte da cultura organizacional.

Colaboradores talentosos podem ajudar qualquer empresa a conquistar resultados, colaboradores fiéis e motivados levarão a sua empresa aos melhores resultados, sentindo satisfação pessoal com o sucesso de toda a organização.

A disputa pelos melhores profissionais é acirrada, o que sua empresa tem feito para se diferenciar dos concorrentes e atrair os melhores talentos?