Matching: como esse recurso auxilia no recrutamento de novos talentos?

A adoção de diversas ferramentas e abordagens para contratações mais alinhadas com as necessidades da empresa é cada vez mais comum e reflete a preocupação com a formação de equipes realmente produtivas e engajadas. O matching é um desses recursos, permitindo a escolha dos candidatos mais adequados para o preenchimento das vagas.

Se você quer saber mais sobre o assunto e como ele pode ajudar de maneira efetiva nos processos seletivos de sua empresa, continue a leitura!

O que é matching?

Ao abrir uma vaga de emprego, o RH determina as competências que o futuro funcionário deve apresentar, sejam conhecimentos específicos exigidos pela função, sejam aspectos comportamentais que promovam um melhor desempenho e facilitem a ambientação.

O matching ocorre quando essas requisições são atendidas pelo candidato, ou seja, quando há uma identificação entre o perfil procurado pela empresa e as características que o profissional apresenta. Ao identificar esse alinhamento, a organização faz com que essa pessoa evolua dentro do processo seletivo, convidando-a para a próxima etapa, como uma entrevista.

Como funciona na prática?

Para identificar o match entre funcionário e vaga, geralmente, é usada a inteligência artificial como ferramenta de triagem. O levantamento das habilidades pode ser realizado pela análise do currículo, pela aplicação de questionários ou de avaliações que evidenciem as características que cada candidato apresenta.

Vale ressaltar que não existe certo ou errado nessa avaliação, o que pode dificultar a manipulação de informações pelos profissionais. Apenas o RH da empresa sabe o que é coerente com a cultura organizacional e define as características que procura no candidato.

Powered by Rock Convert

Quais são os benefícios desse recurso para o recrutamento e seleção?

Ao adotar o matching como ferramenta de seleção, a empresa consegue diversos benefícios que ajudam a tornar o processo mais preciso. Conheça os mais importantes.

Contratações mais eficientes

O turnover ocorre com frequência nos três primeiros meses após a contratação, geralmente, graças à falta de adaptação ao local novo ou inabilidade de desenvolver as tarefas. Com o uso do matching, a empresa diminui esse índice, ao contratar pessoas que realmente tenham os conhecimentos necessários e um perfil mais coerente com o restante da equipe.

Alinhamento ao fit cultural

O fit cultural pode ser definido como o nível de alinhamento entre os valores do profissional com a cultura da empresa, refletindo as crenças, atitudes, comportamentos e até mesmo a ética de trabalho.

Funcionários que se identificam com os valores da empresa e a maneira de desenvolver o trabalho conseguem produzir mais e tendem a ter um contrato mais longo.

Otimização do recrutamento e seleção

Com a ajuda do matching, é possível fazer uma triagem mais precisa e rápida dos perfis recebidos. Assim, o RH convoca para as próximas etapas apenas os profissionais que realmente apresentam o que a organização precisa, fazendo com que o processo seletivo ocorra em tempo menor e com alta qualidade.

A adoção de ferramentas como o matching ajuda a empresa a alcançar maior precisão nas contratações, melhorando a gestão de pessoas e os resultados. Trata-se de um investimento muito positivo e com reflexos diretos na organização.

Quer receber mais informações? Assine a nossa newsletter e seja notificado sobre a publicação de novos conteúdos!