Testes para processos seletivos: quais os melhores e como fazê-los

Uma das grandes responsabilidades da equipe de RH de uma empresa é realizar a seleção e contratação de novos colaboradores. Essa missão exige dedicação, tempo e estratégias para que os resultados sejam positivos. É por isso que muitas organizações têm aderido aos testes para processos seletivos como forma de atrair e identificar os melhores talentos.

Entre as vantagens de submeter os profissionais à provas e atividades, estão a otimização de tempo, a chance de verificar as habilidades e conhecimentos dos candidatos e a garantia da aderência do concorrente aos requisitos da vaga.

É claro que, com as rápidas mudanças do mercado corporativo, já são muitas as opções de testes para esse momento de recrutamento e seleção. Por isso, reunimos neste artigo as principais formas de testar os candidatos além dos conhecimentos técnicos e as ferramentas que poderão se tornar suas aliadas no processo. Continue a leitura e fique de olho!

Os principais testes para processos seletivos

Sabendo da importância de utilizar testes em processos seletivos, é preciso notar que eles se dividem em categorias distintas, como testes comportamentais, cognitivos (atenção, memória, raciocínio lógico) de conhecimentos específicos e gerais (matemática, português, línguas), de competências, psicológicos e cultural.

Esses exemplos mostram a necessidade de conhecer bem cada tipo de teste e distinguir quais são mais pontuais para a empresa e para o cargo em questão. Conheça agora alguns dos principais testes:

Habilidades de escrita

Garantir que o candidato tenha uma escrita dentro dos padrões da língua portuguesa não é necessário apenas para cargos altos ou que envolvam redação de textos. A habilidade de escrita concisa e coerente garante uma comunicação melhor dentro da organização e confere credibilidade à fala do profissional.

Perfil comportamental

Esse é um dos testes para processos seletivos mais comuns hoje nas empresas. Isso porque é importante conhecer o perfil comportamental e traços da personalidade da pessoa que vai compor uma equipe e atuar em um determinado cargo. Perfis que destoam do grupo já estabelecido podem ser motivo de conflitos e incompatibilidades.

Aptidões sociais

Geralmente realizado por meio de dinâmicas de grupos, esse tipo de teste demonstra se o candidato tem boa sociabilidade para conviver com os colegas. Essa aptidão favorece para um ambiente mais agradável e descontraído.

Psicométrico

Avaliar a capacidade de desenvolvimento do profissional é interessante para entender até onde ele pode e quer chegar dentro da empresa. Em caso de funções técnicas e administrativas, é possível estimar a evolução de cada um.

Como escolher as ferramentas para os testes

Para realizar as avaliações, é possível inovar e contar com grandes aliados, já que a tecnologia também pode e deve caminhar ao lado dos processos seletivos. Por exemplo, há plataformas de recrutamento e seleção que oferecem soluções personalizadas de testes e que permitem organizar uma estrutura exclusiva com diferentes tipos de avaliações ou banco de questões para aplicação online.

Ferramentas que possibilitam a realização de testes em vídeo, otimizam o tempo, bem como os testes que podem ser aplicados diretamente na candidatura à vaga, permitindo a pré-triagem de forma automática. Presencialmente, pode-se contar com jogos e até recursos de realidade aumentada.

Agora que você já conhece algumas ótimas opções de testes para processos seletivos, avalie cada um dos formatos e selecione os que melhores se encaixam na sua empresa e no que você espera dos candidatos. Assim, o processo de seleção terá resultados cada vez melhores!

E deu para perceber também o quanto sua equipe de Recursos Humanos pode se beneficiar com um sistema voltado para esse momento, não é mesmo? Então, aproveite para conhecer também os 8 principais motivos para usar um sistema de recrutamento e seleção!