Testes para processos seletivos: quais os melhores e como fazê-los

Uma das grandes responsabilidades da equipe de Recursos Humanos (RH) de uma empresa é realizar a seleção e contratação de novos colaboradores. Essa missão exige dedicação, tempo e estratégias para que os resultados sejam positivos. É por isso que muitas organizações têm aderido aos testes para processos seletivos como forma de atrair e identificar os melhores talentos.

Entre as vantagens de submeter os profissionais a provas e atividades, estão a otimização de tempo, a chance de verificar as habilidades e os conhecimentos dos candidatos e a garantia da aderência do concorrente aos requisitos da vaga. Afinal, perder tempo e investimento em uma seleção para contratar um candidato inadequado é um grande prejuízo. É importante reduzir os riscos.

É claro que, com as rápidas mudanças do mercado corporativo, já são muitas as opções de testes para esse momento de recrutamento e seleção. Por isso, reunimos, neste artigo, as principais formas de testar os candidatos, além dos conhecimentos técnicos e das ferramentas que poderão tornar-se suas aliadas no processo. Continue a leitura e fique de olho!

Quais são os principais testes para processos seletivos

Sabendo da importância de utilizar testes em processos seletivos, é preciso notar que eles se dividem em categorias distintas, como os testes: comportamentais, cognitivos (atenção, memória, raciocínio lógico) de conhecimentos específicos e gerais (matemática, português, línguas), de competências, psicológicos e culturais.

Esses exemplos mostram a necessidade de conhecer bem cada tipo de teste e distinguir quais são mais pontuais para a empresa e o cargo em questão. Conheça agora alguns dos principais testes para processos seletivos!

Habilidades de escrita

Garantir que o candidato tenha uma escrita dentro dos padrões da língua portuguesa não é necessário apenas para cargos altos ou que envolvam redação de textos. A habilidade de escrita concisa e coerente garante uma comunicação melhor dentro da organização e confere credibilidade à fala do profissional.

Além disso, uma redação pode ser utilizada para além dos conhecimentos da língua portuguesa (ou línguas estrangeiras, caso necessário), ou seja, ela pode ser uma ferramenta usada para conferir a linha de pensamento de uma pessoa, os tipos de visões de mundo e as maneiras de ela se expressar. Aqui também podem aparecer provas escritas de conhecimentos específicos.

Perfil comportamental

Esse é um dos testes para processos seletivos mais comuns hoje nas empresas. Isso porque é importante conhecer o perfil comportamental e os traços da personalidade da pessoa que vai compor uma equipe e atuar em um determinado cargo. Perfis que destoam do grupo já estabelecido podem ser motivo de conflitos e incompatibilidades.

Aptidões sociais

Geralmente realizado por meio de dinâmicas de grupos, esse tipo de teste demonstra se o candidato tem boa sociabilidade para conviver com os colegas. Essa aptidão favorece um ambiente mais agradável e descontraído.

Os estímulos podem ser dados de maneira que se avaliem aptidões específicas, tais como atenção concentrada, relação espacial, fluência verbal, memória (seja visual ou auditiva), entre outros. O objetivo é conhecer as capacidades cognitivas dos candidatos de uma maneira mais ampla.

Psicométrico

Avaliar a capacidade de desenvolvimento do profissional é interessante para entender até onde ele pode e quer chegar dentro da empresa. Em caso de funções técnicas e administrativas, é possível estimar a evolução de cada um.

Projetivos

Esses testes se apresentam por meio de diferentes estímulos, como o uso de figuras abstratas, com a ajuda das quais os candidatos podem se projetar. Isso revelará algumas características de suas personalidades.

Por exemplo, podem ser observadas variações de humor, mudanças no estado de equilíbrio emocional, energia, reações e agressividade, dinamismo e iniciativa. Também pode mostrara capacidade de se relacionar com os demais, os movimentos de introversão e extroversão, a capacidade intelectual e a sociabilidade.

Um dos exemplos de testes projetivos mais utilizados é o teste de Zulliger, aplicado por psicólogos, com o auxílio da interpretação de manchas de tinta.

Expressivos

Os testes para processos seletivos que utilizam a dramatização e colocam os candidatos como atores são um bom exemplo de testes expressivos. O teste com dramatização usa da interpretação para avaliar as capacidades dos candidatos. No entanto, aqui é fundamental que as pessoas que conduzam esse tipo de teste estejam muito bem-orientadas, a fim de não constrangerem os candidatos.

Jogos e dinâmicas de grupo também permitem que os candidatos se expressem de diferentes formas e podem ser ferramentas muito ricas dentro de um processo seletivo. Além de garantir a avaliação dos recrutadores em diversos parâmetros, também são formas de experiências para os candidatos que, a partir dessas diferentes vivências, podem perceber aspectos de sua personalidade capazes de serem aprimorados. Isso contribui bastante para o crescimento pessoal e profissional desses candidatos.

Podemos até agrupar os chamados testes situacionais entre os exemplos de testes expressivos, uma vez que um dos seus objetivos é sugerir a improvisação em situações surpresa, expressando sua criatividade para chegar às melhores soluções.

Testes de avaliação psicomotora

Esses também podem ser chamados de testes de psicomotricidade. São as ferramentas utilizadas para avaliar as habilidades psicomotoras dos candidatos. Por exemplo: destreza manual, precisão de movimentos, agilidade e percepção visomotora. Esse tipo de avaliação também costuma ser aplicado apenas por psicólogos.

Como escolher as ferramentas para os testes

Para realizar as avaliações ou os testes, é possível inovar e contar com grandes aliados, já que a tecnologia também pode e deve caminhar ao lado dos processos seletivos. Por exemplo, há plataformas de recrutamento e seleção que oferecem soluções personalizadas de testes e que permitem organizar uma estrutura exclusiva com diferentes tipos de avaliações ou banco de questões para aplicação online.

Ferramentas que possibilitam a realização de testes em vídeo otimizam o tempo, bem como os testes que podem ser aplicados diretamente na candidatura à vaga, permitindo a pré-triagem de forma automática. Presencialmente, pode-se contar com jogos e até recursos de realidade aumentada.

Também é importante reforçar a ideia de que a escolha dos testes para processo seletivo que serão aplicados dependerá do perfil do candidato desejado para a vaga em questão. Além disso, é válido lembrar-se de que tal avaliação não deve ser a única etapa de uma seleção, mas compor todo o processo como uma das diferentes ferramentas a serem aproveitadas. Usar apenas um teste não definirá o melhor candidato para uma vaga.

Agora que você já conhece algumas ótimas opções de testes para processos seletivos, avalie cada um dos formatos e selecione os que melhor se encaixam na sua empresa e no que você espera dos candidatos. Assim, o processo de seleção terá resultados cada vez melhores!

Com todas essas orientações do nosso post, provavelmente você conseguiu perceber também o quanto sua equipe de Recursos Humanos pode beneficiar-se com um sistema voltado para esse momento, não é mesmo? Então, o que acha de assinar a nossa newsletter e receber diretamente em seu e-mail outros conteúdos interessantes como esse?