Conheça as principais ferramentas de recrutamento e seleção!

As inovações tecnológicas atingem todos os âmbitos das nossas vidas, e o setor de recursos humanos não é exceção. Muitas tarefas foram automatizadas e, atualmente, é possível contar com ferramentas de recrutamento e seleção cada vez mais precisas e eficientes.

Nesse contexto, as constantes mudanças nos ambientes competitivos fazem com que a produtividade seja o próximo grande desafio das empresas. Além de reduzir as cargas de trabalho, a incorporação de novas soluções pode acelerar significativamente os processos de contratação e eliminar procedimentos burocráticos e ineficazes.

Pensando nisso, apresentamos neste artigo as principais ferramentas de recrutamento e seleção para ajudar você a obter melhores resultados. Acompanhe!

O que são ferramentas de recrutamento e seleção?

As ferramentas de recrutamento e seleção englobam todas as técnicas, as metodologias e os recursos tecnológicos capazes de contribuir para que a empresa contrate os profissionais certos para cada posto de trabalho.

Isso significa, entre outros aspectos, garantir que cada contratação atenda aos objetivos estratégicos da organização. Esse processo começa desde a divulgação da vaga para o recrutamento, por meio do qual a empresa tenta obter o maior número possível de candidatos para preencher determinada vaga.

Como o departamento de recursos humanos é o responsável por realizar esse processo, deve estar preparado para assumir o desafio de selecionar candidatos que atendam às características exigidas pelo cargo.

Tanto no recrutamento interno quanto no externo, os diferentes tipos de entrevistas usados por selecionadores e as novas tendências de recrutamento web (envolvendo, por exemplo, as redes sociais) têm favorecido uma abordagem e uma comunicação melhor entre candidatos e empresas.

Portanto, é altamente recomendável encontrar formas de aproveitar esse momento para selecionar os talentos desejados e integrá-los à sua equipe.

Quais são as principais ferramentas e como utilizá-las?

O auxílio de boas ferramentas é crucial, pois as tarefas de recrutamento e seleção são determinantes para o sucesso de uma empresa — sobretudo, quando o tempo e os recursos são limitados. Sendo assim, o planejamento e a organização prévia são elementos indispensáveis para realizar uma seleção eficiente.

Ao utilizar ferramentas de recrutamento e seleção, a empresa tem a oportunidade de otimizar diversas rotinas, alcançando melhores resultados a partir de uma execução mais eficiente.

Análises sistemáticas de currículo

Aparentemente, analisar um currículo é uma tarefa fácil. No entanto, como não existe uma regra sistemática para fazê-lo, corre-se o risco de que a avaliação se torne subjetiva. É bastante comum que, quando há dois avaliadores, eles não concordem entre si a respeito da avaliação de um candidato.

Por meio de uma análise sistemática, o que se busca é criar um primeiro gargalo, em que as pessoas que não atendem aos requisitos sejam descartadas, em vez de tentar prever o desempenho dos indivíduos.

Posteriormente, é importante que os candidatos que passam por esse primeiro filtro sejam divididos em dois grupos: aqueles que atendem ao perfil da empresa e aqueles que atendem aos requisitos, mas que geram dúvidas acerca da capacitação ou da experiência.

Questionários predefinidos

Desde o início do processo de seleção, é aconselhável capturar o máximo possível de informações sobre o candidato em relação aos requisitos da vaga. A aplicação de um questionário antes da entrevista ajudará a planejá-la melhor, e até mesmo a reduzir o número de entrevistados.

Esses formulários podem ser disponibilizados para os candidatos de modo 100% online, enviando um e-mail com link e senha de acesso. Assim, você não vai precisar mobilizar equipes e espaços físicos para receber muitas pessoas nas dependências da empresa.

Além disso, os questionários podem ser parametrizados e você pode estabelecer um sistema de avaliação por pontos que irá classificar as pessoas, permitindo convidar para as próximas etapas apenas aqueles cujo perfil está em linha com as expectativas da empresa.

Testes psicológicos

O processo de recrutamento e seleção é, muitas vezes, bem dispendioso. Especialmente quando escolhas erradas são feitas e é necessário refazer as contratações em virtude do chamado turnover. Pensando em aumentar o grau de acerto, os testes psicológicos podem ser uma boa alternativa para avaliar os candidatos mesmo antes de observá-los no dia a dia.

O objetivo do teste psicológico é de aumentar a quantidade de informações a respeito de um indivíduo para tomar decisões de contratação mais bem embasadas. Muitas empresas recorrem inclusive a parceiros externos para realizar e avaliar os resultados, como forma de manter sua aplicação imparcial.

O teste psicológico é usado para determinar, em particular, a capacidade de os empregados em potencial trabalharem em condições estressantes e para avaliar o potencial de um candidato no que diz respeito às suas perspectivas de lidar com o trabalho de maneira eficaz nessas condições.

Entre os testes mais utilizados estão o IFP (Inventário Fatorial de Personalidade), Zulliger, QUATI, Lipp e o BPR (Bateria de Provas de Raciocínio). Cada um deles têm suas características próprias e formato de aplicação, mas, em suma, todos servem para identificar como o candidato consegue se sair ao ser submetido a determinadas condições de estresse.

Guias de entrevista

Embora seja verdade que nenhuma entrevista é conduzida da mesma maneira, é possível escrever um pequeno guia para organizá-las, economizar tempo e garantir que as questões mais importantes sejam abordadas. Isso é interessante até para que todos os candidatos tenham oportunidade de responder aos mesmos questionamentos principais.

Uma das formas mais recomendadas de avaliação é justamente a comparação. Entender o conjunto de respostas de uma pessoa no contexto colocado durante a entrevista pode ser uma excelente maneira de o profissional de RH reconhecer os indícios de que esse ou aquele candidato é mais indicado para a vaga.

Dinâmicas de grupo

Dinâmica de grupo é uma forma utilizada para estudar, analisar e compreender os comportamentos e personalidades de indivíduos a partir de suas interações sociais. Há a proposição de uma situação hipotética para os candidatos, geralmente envolvendo um problema a ser resolvido, e observa-se o modo como estabelecem interligações para lidar com a questão.

A ideia de dinâmica se baseia na crença de que o todo é mais complexo que a soma das partes, e que uma compreensão de como os grupos operam tem um efeito fundamental na organização da sociedade e nas políticas públicas.

Para as empresas, um melhor entendimento do que motiva as equipes, dos tipos de pessoas que se destacam dependendo das dificuldades impostas e do estilo de liderança requerido pode facilitar a tomada de decisão do RH no que tange à escolha das pessoas que sejam mais adequadas para cada função e que consigam se inserir mais facilmente na cultura da organização.

Software de recrutamento e seleção

Os bons sistemas de recrutamento e seleção auxiliam na captação, na identificação e na atração de pessoas com habilidades adequadas para cargos vagos na organização (atuais ou futuros) por meio de novos recursos, tais como redes sociais, ambientes colaborativos, CRM, módulos de avaliação online, automação comercial, gestão de pessoas, entre outros.

Nas condições atuais de como as operações são realizadas nas empresas, em que há um número grande de pessoas se candidatando em cada processo, poder contar com um sistema de suporte torna-se imprescindível para acelerar a conclusão das etapas. Além disso, também permite melhorar a comunicação entre as partes, tornando-a mais segura e efetiva.

Como os processos de recrutamento e seleção podem ser beneficiados?

Conforme mencionado, as tarefas de seleção e recrutamento podem ser de grande complexidade. Em primeiro lugar, devido ao fator humano: afinal, você decidirá quem contratar para a sua empresa.

Isso é muito relevante para o futuro da organização e para as pessoas que desejam desenvolver as suas carreiras profissionais junto à empresa.

Em segundo lugar, há os ganhos de eficiência e produtividade, relacionados à otimização de processos e à simplificação de tarefas.

Redução de custos

Reduzir custos é um dos mais legítimos objetivos das empresas, e as ferramentas de recrutamento e seleção contribuem para resolver muitos processos internos.

Elas também oferecem o benefício adicional de você poder contar com profissionais da própria base, isto é, pessoas que em algum momento já se interessaram em trabalhar na sua empresa. Dessa forma, você terá maior autonomia nas buscas ativas e poderá ainda reduzir custos com divulgações.

Até mesmo a não utilização de documentos e de outros papéis impressos pode colaborar para simplificar processos e diminuir custos, além de elevar a produtividade e contribuir com a sustentabilidade ambiental.

Simplificação dos processos seletivos

Os processos seletivos geralmente têm caráter urgente. Se não o são, tendem a corresponder às vagas estratégicas, de modo que é conveniente encurtá-los e simplificá-los sem perder eficiência — evitando que se estendam desnecessariamente ao longo do tempo.

O fato de ter todas as informações à mão e de contar com ferramentas para filtragem e seleção ágeis faz com que encontrar o candidato ideal se torne muito mais rápido.

Grande parte dos processos pode ser automatizada, portanto, não é mais necessário perder tempo com tarefas manuais que costumavam drenar quantidades significativas de tempo.

Definir uma resposta personalizada para todos os candidatos que vão participar do processo, filtrando e identificando perfis ou consultando detalhes importantes para o avanço da seleção, por exemplo, é uma forma de agilizar as coisas e economizar recursos.

Centralização de informações

As ferramentas de recrutamento e seleção oferecem a possibilidade de armazenar todas as informações relevantes em um só lugar. Isso significa que você não vai mais perder tempo classificando currículos e mais currículos em papel, imprimindo cartas de apresentação e anotações em entrevistas.

Dispor de todos os dados centralizados torna as coisas muito mais fáceis. Isso ajuda o gerente de recursos humanos a encontrar o que precisa mais rapidamente e a ter sempre em mãos as informações acionáveis sobre os candidatos.

Para a equipe de RH, as principais vantagens das ferramentas de recrutamento e seleção se concentram na possibilidade de acessar todas as informações disponíveis sem a necessidade de trocar mensagens, fazer observações e duplicar consultas, à medida que ações dessa natureza podem deixar os processos ainda mais lentos.

Gostou do artigo? Siga nossas redes sociais e fique sempre por dentro das novidades: TwitterLinkedInFacebook e Instagram!